03
Jul 09

     Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos indica que apenas uma célula de cancro de pele pode ser o bastante para causar um novo tumor. "Até onde sabemos, esta é a primeira vez que foi possível mostrar que células individuais de cancro humano podem formar tumores de maneira eficiente", afirmou Sean Morrison, pesquisador que liderou estudo, divulgado na revista Nature.

     A equipa do Instituto Médico Howard Hughes e da Universidade do Michigan estudou o melanoma, um cancro de pele conhecido pela sua capacidade de se espalhar. Normalmente, a habilidade de uma única célula de "semear" um novo tumor é testada quando os cientistas injectam em ratos com sistemas imunológicos enfraquecidos grandes quantidades destas células e então são contados quantos novos tumores surgem.

     A proporção relativamente pequena de tumores levou à concepção em muitos cientistas de que nem todas as células de cancro podem desencadear um novo tumor e que esta habilidade estava restrita a um número pequeno de células cancerosas especializadas, ou "células-tronco cancerosas". Mas, para Morrison, esta forma de pesquisa não é ideal, pois os ratos ainda apresentam alguma imunidade a estas células cancerosas humanas, o que leva os cientistas a subestimar de forma significativa o potencial destas células.

      No estudo, a equipa de pesquisadores injectou grupos de células de melanoma em ratos com sistemas imunológicos ainda mais enfraquecidos do que na forma de pesquisa tradicional e descobriu que cerca de 25% das células formaram tumores. Os cientistas também injectaram células individuais de melanoma e observaram que 27% destas células formaram tumores nos ratos.

     Morrison admite que é possível que as chamadas "células-tronco cancerosas" possam ser mais comuns em certos tipos de cancro, mas "a verdade provavelmente está em algum lugar entre as duas teorias preponderantes". "Esperamos que alguns tipos de cancro sigam o modelo da célula-tronco cancerosa, enquanto outros tipos não sigam", disse.

   "Muitos tipos de cancro serão como o melanoma, um tipo tradicional no qual cada célula é ruim." Ed Yong, porta-voz da entidade britânica de fomento à pesquisa sobre o cancro Cancer Research UK, afirmou que a ideia de que tumores crescem a partir de um pequeno número de "células-tronco cancerosas" é uma das mais interessantes na pesquisa.

   "Mas este estudo sugere que pode não ser o mesmo para cada tipo de cancro, no melanoma uma proporção muito maior de células cancerosas são capazes de iniciar um novo tumor", afirmou.

 

in http://www.acores.net/paranoias/view-30855.html

publicado por maestrinavania às 19:37

comentários recentes
è com tristeza que informo que a sara faleceu no p...
Olá!Sou estudante do mestrado em Psicologia Clínic...
Ola vânia!!!Antes de mais quero-te desejar muitas ...
Párabens Vânia, a tua fé conseguiu ultrapassar tod...
olá parabéns pelo destaque e pelo blog pois nunca ...
Olá Vânia , boa noite. Como isso?É com imenso ...
A tua coragem e a tua Fé são exemplo para todos nó...
Estás de parabéns. Realmente consegues dar imensos...
Passei por cá só para te dizer que mesmo sem te co...
Parabéns amiga. Continua assim uma grande mulher l...
ESTÁS DE PARABÉNS POR ESTE BRILHANTE TRABALHO...SÃ...
olá vânia.este blog está muito engraçado e acho qu...
Tens toda a razão, pensamos sempre que é só aos ou...
Amiga o teu blog ta muito fixe...só uma pessoa com...
Olá amiga! Muitos parabéns. O blog está muito bem ...
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim