29
Dez 09

     Cientistas britânicos descodificaram o mapa genético do cancro do pulmão e do melanoma. O estudo prova, do ponto de vista molecular, a influência do tabaco no cancro do pulmão e da exposição solar no cancro da pele. A descoberta pode abrir caminho a novos tratamentos.

 

       Todos os cancros são causados por defeitos nos genes, ou seja, mutações no ADN. Muitas podem ser provocadas por factores ambientais. O que este estudo do conceituado instituto Sanger prova é que há de facto elementos ambientais que provocam o melanoma e o cancro do pulmão. Para os mais cépticos é a prova definitiva da influência do tabaco. 
      De acordo com a investigação britânica no cancro do pulmão de pequenas células, ocorrem 23 mil mutações.
       Já no melanoma são na ordem das 33 mil, além de ficar provado do ponto de vista molecular a influência nociva dos raios ultra violeta.
       Esta descoberta pode abrir caminho a novos medicamentos.
      Os mapas genéticos do melanoma e cancro do pulmão vêm agora publicados na revista Nature. 
     Existem mais de 100 tipos de cancro e o grande objectivo dos cientistas é conseguir o código genético de cada doente oncológico para dessa forma obter um tratamento mais individualizado. 

publicado por maestrinavania às 14:18

24
Dez 09

      A todos os que visitam este blog, os que estiveram presentes na minha vidaneste último ano e em especial a todos os doentes oncológicos, um Santo Natal cheio de saúde, fé, esperança, alegria e prosperidade.

 

publicado por maestrinavania às 19:29

16
Dez 09
http://sic.sapo.pt/online/video/programas/fatima/2009/7/fatimatv-maria-eduarda-henriques.htm

 

 

publicado por maestrinavania às 10:46

12
Dez 09

 

O uso do telemóvel deve matar mais do que o tabaco dentro de poucos anos, acredita Vini Khurana, um neurocirurgião que recebeu 14 prémios em 16 anos. O especialista pede à população que use o aparelho o mínimo possível, principalmente quando se trata de crianças, citado pelo jornal «The Independent».
O médico analisou cerca de cem trabalhos científicos publicados sobre o tema para chegar às suas conclusões. Segundo ele, há ao menos oito estudos clínicos que indicam uma ligação entre o uso de telemóveis e certos tipos de tumor no cérebro.
Já há previsões de que esse perigo tenha mais ramificações para a saúde pública do que o amianto ou o fumo. «Isso gera preocupações para todos nós, especialmente com a geração mais nova», afirma Khurana, que é professor de neurocirurgia na Faculdade Nacional de Medicina da Austrália, no estudo.
A comparação entre as mortes causadas por cigarro e por telemóvel deve-se ao facto de cerca de 3 bilhões de pessoas usarem esses aparelhos, número três vezes maior ao de fumadores, afirmou.

Khurana explica que ainda não há mais dados sobre o assunto pelo facto de a intensificação no uso dos telemóveis ainda ser recente. Sobretudo tendo em conta que o período de «incubação», tempo entre o início da utilização do aparelho e o diagnóstico do cancro em um indivíduo, dura de dez a 20 anos.
«Entre 2008 e 2012 teremos atingido o tempo apropriado para começar a observar definitivamente o impacto dessa tecnologia global nos índices de cancro no cérebro»,explica.
Para evitar o problema, Khurana sugere, entre outras medidas, que as pessoas evitem ao máximo o uso do telemóvel, dando preferência ao telefone fixo. Recomenda também moderação no uso de Bluetooth e de headsets sem fio. Outra dica, de acordo com o médico, é usar o sistema alta voz para falar, mantendo o telemóvel a pelo menos 20 cm da cabeça.
publicado por maestrinavania às 17:08

10
Dez 09

Investigadores portugueses identificaram pela primeira vez um gene mutado no cancro gastrointestinal, que poderá servir num futuro próximo como biomarcador de prognóstico ou ajudar a desenvolver novos fármacos. O trabalho, a publicar em breve pela revista Human Molecular Genetics link externo, foi realizado por uma equipa do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP) liderada por Raquel Seruca, em colaboração com colegas do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) e do Instituto de Biotecnologia e Bioengenharia (IBB) do Instituto Superior Técnico.

«Desde há muito tempo que nos preocupamos em encontrar genes mutados, especialmente nos cancros colo-rectal e gástrico, que possam servir como biomarcadores para perceber o estado da doença, modificar a terapêutica dos doentes ou desenvolver novas drogas», disse Raquel Seruca, em declarações à Agência Lusa.
«A novidade da descoberta é que este gene nunca até agora tinha sido descrito como estando mutado no cancro e vai ser descrito pela primeira como um gene participante no desenvolvimento do cancro colo-rectal e do estômago, e provavelmente implicado noutro tipo de neoplasias», sublinhou.
Durante o estudo, que demorou cerca de três anos, os investigadores analisaram uma série de tumores de doentes de várias origens (Finlândia, França, Itália, Suécia e Espanha) nos quais constataram mutações do novo gene em cerca de 21 por cento dos casos de um tipo particular de cancro colo-rectal e do estômago.
Como se tratava de um gene novo e era necessário perceber a importância das alterações, foi submetido a múltiplos estudos, nomeadamente bioinformáticos, nos quais participaram as equipas de Arsénio Fialho, do IBB, e de Peter Jordan, do INSA, explicou a geneticista.
Os investigadores concluíram que essas mutações eram capazes de modificar o comportamento das células, tornando-as agressivas e invasoras, tendo por isso capacidade oncogénica, e que o gene mutado participa no cancro colo-rectal.
publicado por maestrinavania às 17:11

09
Dez 09

Falsos médicos telefonam a doentes

«Consultas» em vídeo-chamada para obrigar pacientes a despir-se abalam Hospital Santos Silva em Gaia e IPO do Porto

É um caso de justiça que está a abalar o Hospital de Gaia e o Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto. Alguns utentes do Hospital Santos Silva estão a receber chamadas de pelo menos duas pessoas que se fazem passar por funcionários do IPO.
Depois de mostrarem conhecimento total da ficha clínica e dos dados pessoais, os falsos funcionários garantem aos utentes que os exames efectuados revelam cancros graves e exigem uma consulta imediata em vídeo-chamada. Quando conseguem, pedem às doentes que se dispam.
Contactada pela TVI, a direcção do Hospital Santos Silva diz-se absolutamente surpreendida com a situação e garante que não recebeu até ao momento nenhuma queixa. O hospital mostra-se contudo indignado com estes casos e disponível para ajudar as autoridades.
O hospital reitera a informação em comunicado emitido entretanto. A direcção do Santos Silva volta a dizer que não tem conhecimento destes casos, mas refere que, desde 2006, já se verificaram casos semelhantes, que foram comunicados à Polícia Judiciária (PJ).
A PJ está já a investigar este caso que, de acordo com as informações recolhidas pela TVI, pode estender-se a outros hospitais do país. A TVI sabe que estes episódios têm acontecido noutras unidades hospitalares no Norte do país e que no IPO têm surgido várias queixas de chamadas daquele género.
publicado por maestrinavania às 17:03

03
Dez 09

VIAS apresentado em Portugal.

Diagnosticar casos de cancro de mama com maior fiabilidade e rapidez já é possível através do novo sistema VIAS (Ventana Image Analysis System). Apresentado pela primeira vez em Portugal em Outubro passado – mês da Luta Contra o Cancro da Mama –, o VIAS ajuda na classificação das doenças oncológicas, permitindo igualmente um tratamento mais eficaz da patologia.

Através da análise informática das imagens microscópicas dos tecidos, o sistema consegue, por um lado, diagnosticar se é um tumor maligno ou não e, por outro, avaliar a sua gravidade.

Graças à quantificação e análise das imagens, o sistema garante melhores resultados em termos de tratamento, uma vez que, depois de identificado o tecido maligno, o médico pode adaptar a sua terapêutica consoante o tipo de tumor e a sua gravidade. Com este sistema, a orientação médica torna-se cada vez mais personalizada e as decisões terapêuticas mais adequadas a cada doente.

O VIAS é composto por um microscópio interactivo e uma câmara de alta resolução, que dá imagens detalhadas e a cores dos tecidos. É utilizado pelos serviços de anatomia patológica, que nos últimos anos têm ganho uma importância crescente na selecção terapêutica oncológica, ao garantir um diagnóstico mais preciso e determinação de factores prognósticos e detecção de moléculas-alvo para tratamento.

publicado por maestrinavania às 18:36

01
Dez 09

Nome: Tudo que você gostaria de saber sobre o câncer de tireóide
Autor: Geraldo Medeiros
Editora: Geraldo A de Medeiros Neto
Sinopse:: A notícia dada pelo médico, após os exames de ultra-sonografia e biópsia de nódulo da Tiróide, parece terrível. Algumas perguntas começam a fluir na sua mente, o que poderá me acontecer, os pensamentos voltam-se para a sua família, para fatos que já ocorreram com amigos, parentes ou conhecidos, surge a idéia fatídica da quimioterapia, da radioterapia, da cirurgia, da anestesia. Este livro se propõe a ajudar o paciente a ultrapassar esta fase, a conhecer melhor o problema, a enfrentar as decisões que, fatalmente, deverão ser tomadas.


 
publicado por maestrinavania às 09:24

comentários recentes
è com tristeza que informo que a sara faleceu no p...
Olá!Sou estudante do mestrado em Psicologia Clínic...
Ola vânia!!!Antes de mais quero-te desejar muitas ...
Párabens Vânia, a tua fé conseguiu ultrapassar tod...
olá parabéns pelo destaque e pelo blog pois nunca ...
Olá Vânia , boa noite. Como isso?É com imenso ...
A tua coragem e a tua Fé são exemplo para todos nó...
Estás de parabéns. Realmente consegues dar imensos...
Passei por cá só para te dizer que mesmo sem te co...
Parabéns amiga. Continua assim uma grande mulher l...
ESTÁS DE PARABÉNS POR ESTE BRILHANTE TRABALHO...SÃ...
olá vânia.este blog está muito engraçado e acho qu...
Tens toda a razão, pensamos sempre que é só aos ou...
Amiga o teu blog ta muito fixe...só uma pessoa com...
Olá amiga! Muitos parabéns. O blog está muito bem ...
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim